Trilha Caixa de Fosforo

Com 1.803 metros de altitude, o Pico da Caixa de Fósforo é uma formação rochosa com formato peculiar que lembra uma caixinha e se equilibra em uma base fina, desafiando a gravidade. A trilha é uma das mais curtas no Parque Estadual dos Três Picos. Tem cerca de 5,4 quilômetros só de ida até a base.

Esta trilha é uma das opções do PETP, que leva esse nome pela formação rochosa (mais informações no post sobre os Três Picos e Capacete), seu acesso pode ser feito atraves de Salinas (Nova Friburgo), passando assim pelo camping Vale dos Deuses ou pelo Vale dos Frades, que através desta trilha se tem o acesso direto a ela.

Depois de boa parte plana, a trilha começa a subir, mas o trecho não é longo. Em certo ponto, há uma parede inclinada que tem uma corrente fixa. Depois disso, a trilha segue íngreme, mas com vegetação alta. O trecho final estava com uma areia tão fofa que a volta foi bem escorregadia.
Logo após esse trecho, o Pico da Caixa de Fósforo surge em uma vista incrível de frente. É preciso prestar atenção para não escorregar, pois a partir daqui, há algumas passagens estreitas com um abismo ao lado.

O cume da Caixa de Fósforo só é acessível por escalada. E há a opção de ficar na rocha ao lado ou chegar na base onde a caixa se equilibra. A subida de uns 3 metros pode ser feita com apoio em duas paredes de pedra, parecida com uma “chaminé”. A subida exige o uso de uma corda que está fixa lá. Recomendamos que, para subir neste ponto, tenha o apoio de um guia que conheça o local e possa dar algum suporte

O visual é maravilhoso: se o dia estiver aberto as montanhas distantes ficam com várias tonalidades. De lá avistamos o Pico Cabeça de Dragão, os Três Picos, a Pedra do Capacete, os vales e diversas montanhas com formatos diferentes. O visual é completamente diferente dos outros no parque.

RECOMENDAÇÕES:

  • Mínimo 1 litro de água por pessoa (água no caminho);
  • Lanches leves e calóricos;
  • Protetor solar;
  • Repelente contra Insetos;
  • Roupa confortável própria para prática esportiva;
  • Chapéu ou boné;
  • Vá com guia, mesmo de fácil acesso e bem sinalizada;
  • Tênis aderente ou bota já usados.